26 mil árvores reabilitam faixas de gestão de combustível

Vereador Miguel Pereira

A Câmara Municipal da Figueira da Foz, num processo coordenado pelo vereador Miguel Pereira, vai proceder à reabilitação das faixas de gestão de combustível através da plantação de 26 mil árvores, de diversas espécies autóctones, no âmbito do projecto EDP Distribuição, Preservar a Natureza.
Segundo adianta o autarca ao Figueira Na Hora, “a selecção das espécies permite perpetuar uma maior biodiversidade no concelho da Figueira da Foz, tratando-se de árvores com capacidade de floração, tendo em conta o desígnio de contribuir para um maior número de abelhas, factor essencial para a polinização/ manutenção de habitats naturais”. As espécies em causa “apresentam simultaneamente capacidade de floração e de frutificação, como garante do equilíbrio das restantes espécies de fauna existente”.
Refere ainda o vereador responsável pelo Gabinete Técnico Florestal que “importante referir que um outro pilar adjacente a este projecto se prende com a questão estética, de embelezamento das faixas de gestão de combustível que acreditamos que num futuro próximo, aportem não só para os munícipes, mas também para aqueles que nos visitam, uma mais valia em termos de beleza paisagística, aumentando assim a atractividade do nosso concelho e das nossas freguesias”.
Este projecto vai iniciar-se na próxima semana (2 de dezembro de 2019), estendendo-se por um período de 3 meses, incorporando não só as faixas de gestão de combustível como também a reabilitação de diversas galerias ripícolas, “sempre com o claro intuito de criar biodiversidade quer nas zonas rurais, quer nas zonas urbanas”. Por forma a dar cumprimento integral aos normativos inerentes às faixas de gestão de combustível, as árvores serão plantadas a 6 metros da berma da estrada, cumprindo com todos os requisitos do DL 124/ 2006.

Números do projecto «Preservar a Natureza»
(Árvore – quantidade)
Lódão Bastardo: 1 200
Padreiro: 600
Amieiro: 1.400
Freixo: 2.000
Carvalho Cerquinho: 3.000
Carvalho Roble: 3.000
Sobreiro. 2.500
Negrilho/ulmeiro: 1.000
Azevinho: 2.000
Loureiro: 200
Medronheiro: 3.000
Buxo: 1.300
Pilriteiro: 1.200
Casuarina: 1.200
Pinheiro manso: 1.900
Salgueiro: 500
Total: 24.800

Reabilitação das Abadias e Vala do Galante

Salienta-se ainda que se irá proceder à reabilitação das Abadias, de acordo com o projecto original do arquitecto Ribeiro Teles e ainda à reabilitação da Vala do Galante, em termos de área urbana, sem esquecer a reabilitação de áreas afectas à mata nacional.
Miguel Pereira explica que “desde o início do projecto, atendendo às espécies solicitadas, foi necessário efectuar alguns ajustamentos visto que a totalidade das espécies requisitadas não estava disponível nos viveiros nacionais certificados pelo ICNF”.
As freguesias envolvidas são Quiaios, Buarcos e São Julião, Tavarede, Bom Sucesso, Ferreira-a-Nova, São Pedro, Lavos e Marinha das Ondas. Em anexo, alguns documentos de apoio.

Reflorestação dos baldios

Para além desta acção, a autarquia figueirense realiza hoje uma outra que se prende com a conclusão dos trabalhos de reflorestação dos baldios prevista para esta tarde, com a participação dos Sapadores Florestais da Figueira da Foz.
Recorde-se que esta acção se iniciou em março de 2019, envolvendo alunos das escolas de 1º e 2º ciclos da zona sul do concelho, no âmbito do projecto Renascer.
“Este processo implicou intervenções diversas desde arranque de cepos, ripagem, preparação de terrenos para a plantação de uma área de pinhal que inclui uma área central de carvalhos, uma galeria ripícola com salgueiros, freixos e pilriteiros e ainda uma faixa de gestão de combustível que reúne azevinhos, cerejeiras bravas e outras espécies plantadas por alunos”, refere Miguel Pereira.
A área intervencionada, da responsabilidade do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, perfaz os 12 hectares e “foi devidamente cedida à Câmara Municipal da Figueira da Foz para levar a cabo mais uma acção que promove a biodiversidade, a sustentabilidade ambiental e a resiliência da floresta”.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL