Farol do Cabo Mondego aberto hoje a visitas

A Autoridade Marítima Nacional, através da Direcção de Faróis, promove a abertura dos faróis portugueses a visitas gratuitamente hoje, dia 18 de abril, associando-se assim às comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios.
Os faróis abertos a visitas poderão assim ser visitados de forma gratuita, entre as 14h00 e as 17h00.
Esta comemoração tem como objectivo sensibilizar o público para a diversidade e vulnerabilidade do património, bem como para o esforço envolvido na sua protecção e conservação.
Estarão abertos a visitas os seguintes faróis:
Continente: Montedor, Leça, Aveiro, Cabo Mondego, Penedo da Saudade, Cabo Carvoeiro, Berlenga, Cabo Espichel, Sines, Cabo Sardão, Cabo de S. Vicente, Santa Maria, V. R. S.António;
Açores: Ferraria, Arnel, Cintrão, Gonçalo Velho, Contendas, Ponta da Barca, Ponta da Ilha, Albarnaz, Lajes Flores, Ponta do Topo;
Madeira: Ponta do Pargo, São Jorge.

FAROL DO CABO MONDEG
Situado no Parque Florestal da Serra da Boa Viagem, remonta ao século XIX (1835) a torre primitiva que serviu de farol até inícios do século XX e cuja obra foi confiada ao engenheiro Gaudêncio Fontana, que até 1847 dirigiu o serviço dos Faróis.
A obra só seria dada por concluída em 1858, sendo já director dos Faróis Ipácio Vielle. Quem dirigiu os trabalhos foi o capitão-de-fragata Francisco Maria Pereira da Silva, que mais tarde viria a ser inspector dos Faróis do Reino.
Em 1916, foi elaborada uma proposta formal de alteração do local de implantação do farol, o qual viria a ser construído mais a norte.
O actual farol começou a ser construído em 1917, ficando a obra concluída em 1922.
O edifício é formado por uma torre central e dois corpos longitudinais e o projecto inicial possuía um óptico lenticular de fresnel de segunda ordem alimentado a azeite. O novo projecto dispõe de inovações técnicas, designadamente: electrificação geral e sinais sonoros (instalados em 1941, constituídos por uma trompa de ar comprimido que seria substituída em 1953 por um diafone da casa Barbier). A óptica que lhe foi instalada estivera até então no farol do Penedo da Saudade.
Este Imóvel está classificado como sendo de interesse municipal desde 2004.

Foto: Raúl Garcia

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL