Garraiada da Queima das Fitas: Juventude Popular ao lado do movimento «Coimbra dos Estudantes»

Na passada semana reuniu o Coordenador Distrital da Juventude Popular para Coimbra, a Juventude Popular Concelhia da Coimbra, Figueira da Foz, Oliveira do Hospital, de Montemor-o-Velho e Núcleo de Estudantes Populares de Coimbra com o Grupo de Forcados Amadores Académicos de Coimbra, responsáveis pelo movimento «Coimbra dos Estudantes».
Esta reunião teve o propósito de debater a recente proposta da organização da Queima das Fitas de levar a referendo amanhã, dia 13, a realização da tradicional Garraiada da queima das fitas.
Nesta reunião todas as estruturas da Juventude Popular presentes mostraram o seu apoio ao movimento «Coimbra dos Estudantes».
“Pretendemos desta forma tornar esse apoio público, mostrando, mais uma vez, que somos uma juventude que não se furta à luta pela defesa dos nossos ideais, e que se pauta pela liberdade e pluralidade culturais que se fazem de nós enquanto estudantes conimbricenses uma instituição única, valorizando as tradições que fazem parte da academia de Coimbra, desta feita há 115 anos, que, por corolário, constituem a nossa identidade”, adianta o Coordenador Distrital, Rafael Dias.
“Negar a nossa herança cultural é negar quem nós somos, e consequentemente ser uma mão cheia de nada para oferecer aos outros. É preciso dizer basta às eugenias culturais estéreis baseadas num fanatismo oco fundamentado no desconhecimento e na ignorância”, lê-se em comunicado.
O documento refere ainda que “a Garraiada é um dia diferente para todos os estudantes, a Garraiada da Queima das Fitas é uma actividade que desafia a coragem dos aventureiros estudantes, começando na viagem até Figueira da Foz, seguindo pela tarde com a parada dos fitados pela arena, após a qual marcam presença os recortadores, seguindo-se a atuação dos forcados e, por fim, inicia-se então a garraiada aberta a todos os estudantes quantos queiram enfrentar o garraio
Segundo explica Rafael Dias, “o garraio não é ferido e muito menos sofre, simplesmente é solto na arena, é uma brincadeira saudável, não sádica, e quem o diz é porque claramente não sabe do que fala. Garraiada é tradição, cultura e paixão”.
A terminar, garante que “estaremos assim ao lado do movimento «Coimbra dos Estudantes» na divulgação e dinamização das suas actividades e desejamos estar presentes na tradicional Garraiada da Queima das Fitas de 2018”.

 

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL