“Ano lectivo arranca com normalidade” – vereador Nuno Gonçalves

Apoios:
Transporte escolar - 520 mil euros
Acção Social - 13.700 euros
Refeições - um milhão e 100 mil euros
Prolongamento de horário - 190 mil euros

Estes são apenas alguns dos números do investimento realizado pela autarquia figueirense no campo da Educação sob sua responsabilidade.
Este ano lectivo contempla 581 crianças nos jardins de infância de 4 agrupamentos escolares e 1.691 alunos em escolas EB1 (dos quais 18% no escalão A e 14% escalão B) apoiados pela Acção Social.

TRANSPORTE ESCOLAR

“O plano aprovado em Conselho Municipal de Educação é de 520 mil euros para o transporte escolar”, adianta Nuno Gonçalves, vereador do pelouro da Educação.
Pormenorizando, na questão do transporte escolar, “fizemos reuniões com todos agrupamentos e operadores de forma a maximizar as respostas. Nem sempre é fácil, existem vários factores e nem sempre conseguimos uma solução óptima, mas temos estado de perto a gizar soluções para conferir aos alunos máximo conforto e segurança. Mantemos um apoio importante e vamos mais longe do que a legislação diz. Este município contribui (passe de transportes para o ensino do secundário) com 75% do valor no escalão B e 100% no escalão A”.

REFEIÇÕES

Reconhecendo que as refeições escolares assentam “num sistema dividido”, Nuno Gonçalves garantiu em reunião de Câmara de hoje que “apostamos em medidas de maior controlo para que o serviço possa ser feito com mais qualidade e segurança. Vamos fazer visitas aleatórias a cantinas, mas este controlo deve ser feito também pelas escolas, pelos docentes, pelos pais e crianças, por todos”.
O investimento global é de um milhão e 100 mil euros.
Refeições gratuitas ao escalão A e 50% do escalão B e investimento diversos, como os 11 mil euros na cantina de Maiorca ou a retirada de placas de fibrocimento nas escolas Dr. João de Barros e Cristina Torres, foram apenas alguns dos exemplos deixados por Nuno Gonçalves.

PROLONGAMENTO DE HORÁRIO
“No prolongamento de horário fizemos um investimento na ordem dos 190 mil euros”, disse o vereador frisando que “há um défice no arranque no agrupamento da zona urbana ao nível de auxiliares. Esta é uma competência do Ministério, uma situação reclamada pelo agrupamento e por nós de forma que a breve trecho esta situação esteja resolvida, porque cabe ao município fazer tudo ao seu alcance. Em 2020, com a transferência de competências, tudo será diferente, teremos maior margem de manobra para resolver”.

CONTRA O INSUCESSO ESCOLAR

A autarquia dá ainda especial atenção ao programa de combate ao insucesso escolar: “estamos a trabalhar em diversos eixos, mas saliento que temos no início deste ano lectivo seis recursos novos de apoio ao quatro agrupamento e escola não agrupada, como psicólogos e terapeutas da fala. Não queremos deixar ninguém para trás, vamos detectar os problemas a tempo, este programa é absolutamente essencial”.
Nuno Gonçalves destaca ainda projectos em curso de empreendedorismo escolar, com diversos parceiros. “Temos a felicidade de contar com quatro agrupamentos receptivos a este tipo de projectos. Por tudo isto, há condições de iniciar o ano lectivo com normalidade”.

Visita ao CASA

No âmbito das suas responsabilidade de vereador do pelouro da Acção Social, Nuno Gonçalves visitou esta semana as instalações do CASA – Centro de Apoio ao Sem Abrigo. “Esta é uma instituição que faz um trabalho extraordinário e de forma parcimoniosa. Com 40 voluntários, apoia cerca de 70 famílias com descrição incrível, de segunda a domingo, no transporte dos produtos do Pingo Doce para a sede do CASA. Depois, de forma criteriosa, encaminha esses produtos para aqueles que têm pré-programação de apoio alimentar”.
O autarca recorda ainda que o município tem ao seu dispor “outro tipo de ferramentas, caso de um programa da Segurança Social com oito entidades no concelho”.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL