«Mercado de Ideias» fomenta empreendedorismo

O primeiro piso do Mercado Municipal Eng. Silva (ala virada para o Jardim Municipal – Loja 33) vai receber o «Mercado de Ideias», um espaço de cowork (partilha profissional e de sinergias) direccionado especialmente (mas não só) a freelancers, profissionais liberais em início de actividade, estudantes ou investigadores de base tecnológica potenciando a cooperação e facilitando o estabelecimento de rede de network entre os utilizadores.
Um projecto da Câmara Municipal da Figueira da Foz orçado em cerca de 80 mil euros.
Os interessados em utilizar estas instalações (das 8 às 24h00) poderão optar pelo aluguer de qualquer um dos 22 postos individuais (secretária) ou uma das 3 salas individuais e uma de reuniões/formação. Particulares pagam 20 euros por mês, empresas 30 euros. As salas individuais têm um custo de 100 euros mensais. Para alugueres pontuais, está prevista uma taxa de 5 euros (dia) ou 10 euros (semana) e aluguer da sala de reunião, 20 euros por dia.
Como complemento, terão ao seu dispor uma sala de reuniões, uma copa e uma zona de convívio. Impressora (normal e 3D), fotocopiadora, acesso à Internet, cacifos e cartões para acesso nocturno são outras das valências que estarão ao dispor dos empreendedores, mediante uma taxa para cobertura dos custos de utilização e manutenção.

“Um investimento no empreendedorismo”

A intenção, conforme explica a vereadora Ana Carvalho, “é promover este espaço como uma «incubadora» de empresas, polivalente, que permita trabalho em rede e parcerias entre os seus utilizadores. Pode também ser requisitado, por exemplo, por empresas sediadas fora do concelho para que aqui, com todas as comodidades, possam ter um posto avançado, uma dependência ou delegação das suas empresas e negócios”.
“Estamos a realizar um investimento no empreendedorismo, mas não só. Com esta e outras medidas, apostamos na fixação de jovens nesta zona nobre da cidade, aproveitando este espaço digno e funcional Sentimos que havia esta lacuna, esta necessidade, daí que apostemos em trazer gente nova e dinâmica para este espaço, dando-lhe outra vivência”, salienta por seu lado Carlos Monteiro, vice-presidente da autarquia.
É precisamente com este objectivo, o de fomentar o sector empresarial e o empreendedorismo, que o «Mercado de Ideias» - que não tem objectivos financeiros - vai contar com a presença diária de uma funcionária com formação em gestão. “No seguimento de um protocolo com a Incubadora de Empresas da Figueira da Foz os utilizadores terão diverso apoio técnico, por exemplo, na constituição da empresa e início de actividade, apoio na em candidaturas a programas de financiamento elaboração de planos negócios e de investimento, divulgação da actividade e estratégias de comunicação e marketing, entre outros”, sublinha Ana Carvalho.
O projecto do «Mercado de Ideias» vai ser analisado na próxima reunião de Assembleia Municipal e deverá entrar em pleno funcionamento em outubro/novembro deste ano, mediante candidaturas dos interessados.

# Texto: Jorge Lemos
# Fotos: José Santos

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL