Região: Hospital da Luz Coimbra cria Centro do Joelho com coordenação clínica de Armando Pires

O Hospital da Luz Coimbra - Idealmed passa a disponibilizar a todos os seus clientes o Centro Clínico da Patologia do Joelho (CCPJ), sob a coordenação do ortopedista Armando Pires.
Este novo Centro “resulta da agregação de alguns serviços que já existiam, mas agora integrados num projecto diferenciado, com uma equipa multidisciplinar, experiente, focada numa medicina de excelência e coordenada pelo ortopedista Armando Pires”, explica Pedro Beja Afonso, administrador do Hospital da Luz Coimbra (HLC).
Consciente da importância que o Joelho tem na locomoção humana e as suas lesões muito frequentes, o Hospital da Luz Coimbra, que abandonará brevemente a marca Idealmed, aposta neste Centro Clínico da Patologia do Joelho, a par com o desenvolvimento de meios de diagnóstico mais sensíveis e técnicas cirúrgicas pouco invasivas para o tratamento das lesões.
Este novo Centro é composto por uma equipa multidisciplinar, com ortopedistas, anestesistas, fisiatras, imagiologistas, fisioterapeutas e especialistas em treino desportivo, todos eles fundamentais para o bom diagnóstico e tratamento dos doentes.
“A qualidade da equipa existente neste Centro, com o apoio da mais moderna tecnologia, nomeadamente na área da imagem médica, permite obter a solução mais adequada para cada caso de patologia do joelho. Consequentemente, não tenho dúvidas que este Centro Clínico irá assumir-se como uma referência, sendo reconhecido pela prática de cuidados de saúde de elevada qualidade, em situações clínicas que exigem uma concentração de recursos técnicos e tecnológicos altamente diferenciados”, afirma Pedro Beja Afonso.
Com mais de 20 mil cirurgias realizadas ao longo da sua carreira, com elevado sucesso, Armando Pires é um dos pioneiros na utilização da tecnologia das barras de corte computorizadas que permite colocar próteses personalizadas, feitas à medida de cada doente, no tratamento da artrose do joelho.
Os principais tratamentos que este Centro realiza são: Artroscopia do joelho (cirurgia minimamente invasiva), artroplastias (próteses totais e parciais do joelho), cirurgia de revisão de prótese, ligamentoplastias (reconstrução do ligamento cruzado anterior ou posterior), tratamento das lesões meniscais, (meniscectomia, sutura meniscal), cirurgia de instabilidade rotuliana e patologia femuro-patelar, tratamento de lesões de cartilagem, mosaicoplastias, osteotomias do joelho (correções de desvios de eixo), viscossuplementação, aplicação de PRP (Factores de crescimento) e patologia ortotraumatológica em geral.
A propósito das próteses personalizadas, técnica que é disponibilizada no Hospital da Luz Coimbra, tem-se registado uma enorme evolução, como refere o ortopedista: “Trata-se de um sistema inovador e revolucionário no tratamento da artrose do joelho, conhecido e utilizado nos melhores centros mundiais de cirurgia, que é feito à medida para cada doente. Após a realização dos exames de imagem apropriados, o estudo é enviado para um centro especializado nos Estados Unidos. Este, após receção dos exames e com a ajuda da engenharia informática, faz a reconstrução do modelo tridimensional do joelho e realiza as barras de corte adaptadas ao doente.
Este método permite maior rapidez nas cirurgias, porque são evitados alguns passos necessários na prótese convencional, isto é, evita os desvios de eixo e rotações na aplicação da prótese, implica menos tempo de anestesia e envolve menos sangramento. “Estas vantagens ajudam a reduzir o número de transfusões sanguíneas, menos material cirúrgico necessário na sala de operações com diminuição do risco de infeções. Vantagens desta técnica prótese mais equilibrada, com melhor mobilidade, menos dolorosa e com “maior durabilidade” e consequentemente, menor necessidade de cirurgia de revisão”, acrescenta ainda o especialista.
O médico Armando Pires relembra que “o joelho é a maior articulação do corpo humano, fundamental na locomoção com complicações em todas as idades, mas o aumento da prática desportiva entre a população está na origem de muitas lesões, principalmente as lesões meniscais, ligamentares e cartilagíneas. À medida que a idade avança surge principalmente a patologia degenerativa/artrose cada vez mais frequente com o aumento de longevidade da população”.
Criada em 2000, a Luz Saúde é um dos maiores grupos privados de saúde em Portugal, tem cerca de 12 mil colaboradores e presta os seus serviços através de 29 unidades (onde se incluem 13 hospitais privados, um hospital do SNS explorado pela Luz Saúde em regime de Parceira Público-Privada (PPP), 13 clínicas privadas a operar em regime de ambulatório e duas residências sénior). Está presente nas regiões Norte, Centro, Centro-Sul de Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL