IVO CURADO

Sobre o Cronista

«Vêm agora a público textos de Ivo Curado, poemas sob a forma “Poesia, ideias outras”. A trilhar pequenos passos na aventura da escrita, este jovem Autor parece, porém, já traçar um esboço da sua “arte poética”, como que numa espécie de autopsicografia pessoana, na qual transmite a sua ideia dos vários tipos desta arte. Escritos, contudo, essencialmente numa linguagem simples e despretensiosa, muitas vezes até do quotidiano, estes poemas são, também por isso, de fácil e agradável leitura, deixando-nos com imensa vontade de ler os próximos textos do ideário». Autor: Carmen Gouveia * Por vontade expressa da signatária deste texto, os mesmos estão escritos com as normas ortográficas portuguesas anteriores ao denominado “novo” Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Na verdade, existem ao todo três tipos de poesia: A que se pensa. A que se escreve. E, a que se sente. O resto são beijos de cordas nas palmas do desejo. E, mais adiante, no culminar desse poema, O resto, o resto é poesia, é o que vejo.

CRÓNICAS

Crónicas- Figueira na Hora

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

910 496 991 (comercial)

geral@figueiranahora.com

comercial@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL