A Quintinha – O ataque à procriação e à família!

Escrevo muitos textos em que GRITO!
Uso esta expressão - “Texto G-R-I-T-O!”- para finalizar os textos em que tento alertar as pessoas, em que tento consciêncializá-las para questões graves, para as suas consequências e, sobretudo, quando tento pôr a nu as suas causas e razões…
Subdivido os textos Gritos em duas categorias principais: “ GANÂNCIA E VAIDADE” – nos quais alerto para comportamentos e acções mais INDIVIDUALIZADAS; “A QUINTINHA” – textos nos quais alerto para questões que condicionam de uma forma mais generalizada a própria HUMANIDADE.
Tanto nuns como noutros, é muito mais importante ler nas “entrelinhas” do que ler somente aquilo que escrevo nas linhas. Procedo desta forma, por duas ordens de razões: a primeira, é para “fintá-los“ e para fintar as suas “máquinas vigilantes” – é por motivos de segurança que o faço; a segunda, é para vos estimular a “caminharem”, a “partirem à descoberta”, a quererem “pensar pelas vossas próprias cabeças”….
Já disse, já escrevi, direi novamente e novamente tornarei a escrever –repetirei sempre que for necessário- que: é mais do que uma regra básica, é mais do que uma regra elementar, é um princípio, é uma lei universal da matemática, uma lei dessa precisa ciência que determina que, para se resolver qualquer questão, para se resolver qualquer problema, em primeiro lugar é preciso entendê-lo, é necessário equacioná-lo corretamente. A história tem demonstrado que a humanidade, regra geral, gasta mais tempo a equacionar um problema do que aquele que leva depois para resolvê-lo.
Posto isto! – Vamos ao G-R-I-T-O!:
“A Quintinha” – O ataque à procriação e à família!
Há dias, uma pessoa minha amiga, cristã, alarmada, diria que desesperada, apelava a que se publicasse, que se difundisse tanto quanto fosse possível, um vídeo cristão que referindo explicitamente os seguintes versículos bíblicos: 1ª Pedro 5:8 « Estejam alerta e vigiem. O Diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como um leão, rugindo e procurando quem possa devorar»; Levítico, capítulo 18 (As relações sexuais ilícitas), versículo 22 «Não se deite com um homem como se deita com uma mulher; é repugnante.»
O vídeo, muito dirigido às crianças, fazia a defesa da família tradicional, dos seus valores e, por outro lado, atacava a (i)moralidade gay bem como os ataques que este grupo têm feito à “ordem” e à família tradicional, invocando os Princípios da Liberdade e da Igualdade – princípios que ambos avocam e invocam!
Como consequência dos protestos que este vídeo causou junto do Congresso e do Senado, poucas horas após a sua publicação já se encontrava suspensa a sua passagem pelas estações de televisão e também no próprio Youtube.
Isto é muito grave! Isto é atentatório da liberdade!
Porém, ambos os grupos – Cristãos e Gays – estão a ser joguete de outros interesses; eles estão a ser jogados um contra o outro na prossecução de fins que nem um nem outro defendem, nem nunca defenderiam se suspeitassem! Eles, e todos os outros, estamos a ser joguetes dum MALÉFICO PROJECTO!
Há com toda a certeza um claro e maléfico ataque à família tradicional! Claro que há!
Mas, os cristãos, seguidores de Jesus Cristo, têm que pôr em prática os seus verdadeiros ensinamentos relativamente à família! Eu explico!
O conceito tradicional de família está muito circunscrito à descendência e ao restricto núcleo, pai, mãe e filhos (irmãos consanguíneos), reforçado pelo vil conceito sucessório vigente há séculos e séculos que tem sido uma enorme desgraça para a humanidade. A consanguinidade e o direito sucessório nos termos vigentes têm sido a fonte da perpetuação das desigualdades e das maiores injustiças.
Para os cristãos, segundo o ensinamento de Jesus Cristo (A Mãe e os Irmãos de Jesus), Mateus 12: 46-50, o conceito de família é bem diferente. O conceito de família não é consanguíneo, não é restricto, é alargado e é espiritual. Transcrevo os versículos para quem não os conhece: «46- Falava ainda Jesus à multidão quando sua mãe e seus irmãos chegaram do lado de fora, querendo falar com ele. 47- Alguém lhe disse: «Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar contigo». 48- «Quem é minha mãe, e quem são meus irmãos?», perguntou ele. 49- E, estendendo a sua mão para os discípulos, disse: «Aqui estão minha mãe e meus irmãos! 50- Pois quem faz a vontade do meu Pai que está nos céus, este é quem é meu irmão, minha irmã e minha mãe».
Deixo aqui uma nota, reparem que Jesus subverte a ordem: “50- Pois quem faz a vontade do meu Pai que está nos céus, este é quem é meu irmão, minha irmã e minha mãe»”, creio que, valorizando de sobremaneira o conceito de irmão (irmandade) e deixando a mãe para o fim (consanguinidade).
Voltando ao que vos quero transmitir, direi que eu professo o conceito alargado de família e que rejubilo quando vejo uma criança amada, desejada, feliz, bem tratada, seja por um pai e por uma mãe, seja por duas mães ou por dois pais e, confesso que fico profundamente infeliz, fico horrorizado, -sinto que a minha espécie falhou enquanto espécie-, quando vejo uma criança infeliz, com fome, mal tratada, abandonada, como vejo milhões delas em todo o mundo!
Recentrando!
A G-U-E-R-R-A a L-U-T-A não é primacialmente contra a família tradicional, não é primacialmente contra os gays, estes grupos são ambos usados e manipulados sem se aperceberem. Esta é uma guerra, primacialmente, contra a HUMANIDADE é uma guerra contra a PROCRIAÇÃO!
Existe, está em marcha, um plano sinistro para liquidar uma parte substancial dos 7 biliões de seres humanos que habitam este planeta, porque, no entender “deles”, existe gente a mais e tal facto é incomportável para o planeta.
Como? De todas as formas possíveis e usando todos os meios possíveis, sobretudo, dificultando e até impedindo a procriação; atacando as crianças; atacando as famílias tradicionais; fomentando as guerras e causando deslocações colossais de massas humanas; favorecendo a barbárie e deslocalizando-a, atacando a inteligência e a cultura, atacando e impedindo, impedindo e atacando paulatina e sistematicamente….
Pensem! Acordem!!
Vamos-falando-entre-as-linhas….
Texto G-R-I-T-O!

* Este texto, foi escrito segundo os termos da ortografia anterior ao recente (des)Acordo Ortográfico.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL