Aquela força…

Aprochega-se sempre lentamente num dulcíssimo caminhar,//
num bailado confiante e seguro,//
altivo, firme, e em pontas no olhar//
transbordante daquele sentimento puro.

Vem num tango lento se afirmando//
mostrando que quer assim…, e só assim quer!//
Ela já pressente aquilo que se está porfiando…//
enquanto se forma casa no seu coração de mulher.

Ela já periga o amor a chegar.//
Ele ´é forte como um muro e//
de tamanho invulgar.//
Vem doce, mansinho e sem fazer barulho.

Aprimora a dança confiando,//
não vacila sequer!//
Vem com bom mando,//
e espalhando lindos sorrisos felizes de bem-me-quer.

Ela ainda vacila, mas já quer acreditar.//
Há muito o tinha cerrado com um vigoroso, Juro!!!//
Bem-me-quer malmequer… Será de tentar?//
Luta dentro de si forte esconjuro.

Sabe que contra ele toda a luta é desmando.//
Ele é força, é desejo que vence qualquer.//
Já rendida, já seduzida, já anseia…, Quando???//
Anseia por miminhos, abraços, beijos…, por tudo o que vier!!!

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL