Crónicas de tudo e de nada: Os prazeres da cozinha - 1

Nada melhor para nos despertar a alma do que preparar uma ementa de que conste um esparregado de espinafres ou mesmo apenas uns espinafres salteados! E reparem que eu disse “despertar” e não “animar”…por alguma razão.
Depois de carregar do supermercado sete enormes molhos de espinafres frescos - todos os que havia na loja – e viajar para casa como se de repente o meu carro se tivesse transformado numa estufa ambulante, toca a começar a tarefa altamente discriminatória de separar os talos das folhas. Não é que os talos não sejam utilizados, mas é, ainda assim, como dizer-lhes, desculpem lá mas vocês não entram neste prato sofisticado chamado esparregado. Têm que se contentar com aquela comida de pobres chamada sopa!
Convenhamos que é mau! Por sorte os vegetais ainda não se lembraram de formar um movimento de protecção à espécie ou ao fim ao assédio, tipo “Me too” dos comestíveis que nos deixaria ainda com mais problemas de consciência e quiçá até algum enxovalho público.
Como se esta dor de alma não bastasse, a seguir vem o desencanto de ver os sete molhos de espinafres mirrarem inexoravelmente numa panela enorme e ficarem reduzidos a uma tacinha de verdura e seguramente dois litros de água igualmente “esverdongada”.
Frustrante! Mas se o resultado final for bom…who cares?

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL