Nome Discreto

meu bem,
não quero ser ninguém
não quero ser de ninguém
sou nem uma nem outra pessoa
sou assim,
assim, meu bem
entre paredes sou eu e mais ninguém
fora das mesmas, sou um paredão onde batem e rebatem ondas
para me encontrar ou deixar estar
no mar
ninguém manda, meu bem
a mal a bem
sim eu sei, não vou ali. além
uns miram-me como se eu fosse um outro alguém
curioso indexo de todo e mais algum amor, de quem?
outros a favor... ok
outros querem o meu pincel
triste ideia
outros dão-me anzol
pior ideia
para pescar a frescura do meu sol
avulso e carnal, de alguém.

pinto clarões e pigmentações
fugindo-me de ter de ser alguém
tudo vale, desde que seja por brio
a calor
a frio
não pinto o mar
porque não sou ninguém
não quero ser ninguém
não quero ser de ninguém
tantas gentes a ver o reboliço do mar
tanto alguém. e
nenhuma, nem uma és tu "meu bem"

pinto devagar, a mão é incrédula
é feita de resenhas de vida
ao que me resta pintar, só sabe a vida
meu bem,
descobri hoje que todo o mar é vida
e eu não sou ninguém.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL