Os velhos sentaram-se no jardim

Os velhos sentaram-se no jardim
deixaram as portas abertas dos fantasmas e da fantasia
Uma volta de trinco numa porta - prometo-me não ver mais o que na outra via
Dois passos no corredor – alguém o viu
aquele que não é ladrão e tudo de bom meu, mal me viu – roubou
Um, dois três, acendo a luz
Em quarto, no quarto, uma música que reproduz
Todos os meus cinco sentidos – por ti
Eu e tu somos mais – talvez porque goste também de não gostar de ti
Não entendo o que tanto aquela velha fofoca
Se eu lhe dissesse: Hey, sei mais do que tu e estou parado a olhar para ti.
Eu sou a ovelha choné e tu a velha gabiru!
Mas, não deixas de ser janota!
E, eu catita!
Mas, de mim – peço dinheiro algum?

Ao de longe ouço as vozes de quem passa
E, de quem não passa - sem o seu jesus
Um ai de quem que me diga, qual é a graça
Não falo a não ser de graça
Mas, de mim – peço dinheiro algum?
O meu nome é de só ninguém
O meu apelido não é de ninguém a sós
Não posso querer ser mais do que um
Mas, de mim – peço dinheiro algum?

Prometo – se alguém perguntar
Que pouco do que vejo e do que sei
É-me inimigo, se me perguntar
não há método possível
Só um – nada mais saber e só imaginar
Um copo de água cheio e meio livro
Aí, posso querer e não querer e no fim
saber tudo e saber nada
Os velhos sentaram-se no jardim
Mas, de mim – peço dinheiro algum?

Deixaram-nos as ruas para andar
Já nos deixaram tudo que podiam deixar
Mas, de mim – peço dinheiro algum?
Falar deles, falaram?
Ou foram os que apagaram a luz em algum nosso lugar, nenhum?
Até morrer, o que fala de si – não sabe do que está a falar.
Mas, de mim – peço dinheiro algum?

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL