Passadeiras na cidade (com vídeo)

Temos, enquanto seres racionais, alguma dificuldade em absorver a crítica alheia, aquela que se alinha numa vertente positiva e que tem como propósito levar-nos a alcançarmos uma melhoria nas nossas acções.
E temos essa dificuldade porque, escondida atrás da nossa humildade, se encontra uma pequena arrogância que vai servindo de alimento ao nosso ego e auto-estima.
Quanto à outra crítica, a negativa, a destrutiva, a injusta, essa simplesmente deixamos que o nosso mais radical ego a ignore, desacreditando-a e humilhando-a.
Estou em crer e nisso quero piamente acreditar que, seja quem for que tenha um poder de decisão entre mãos sobre acções elementares, mas de grande relevância para a segurança e bem-estar de uma comunidade, decisão com base em conhecimentos técnicos próprios ou de outros, estratégico e jamais em forma de alimento e demonstrativo de posição social.
As autarquias têm o papel de gerir e potenciar o património humano e material com vista a garantir a segurança e o bem-estar de quem na sua área de actuação se desloque; a prevenção e a segurança rodoviárias são exemplo disso mesmo.
Os mais críticos deverão perceber que esta área não é de fácil gestão, mas também as entidades gestoras deverão estar sensibilizadas para o facto deste tipo de gestão não ser uma gestão tipo, mas sim estar sujeita a gestão com competências em gestão viária.
Visto isto, é tão importante que os cidadãos, de forma altruísta, sejam participantes activos, expondo as suas ideias e soluções para a resolução de problemas, assim como a autarquia em as receber e equacionar a sua implementação.
Nesta linha de pensamento e objectividade, as passadeiras adquirem um valor exponencial na segurança, não apenas dos peões, mas dos condutores também.
Neste vídeo, de pouco mais de quatro minutos, transito ao longo de algumas ruas da cidade e solicito, a cada um de vós, que comentem quantas ou quais as passadeiras que, para vocês, se encontram mal posicionadas.
Lembrando que no Canal do YouTube – uJorge – poderão assistir a mais vídeos, recordo que neste trajecto já ocorreram diversos atropelamentos, alguns, infelizmente, mortais.
Não deixe de subscrever o Canal “uJorge”, accionar o sino das notificações e deixar o “gosto” motivador.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

910 496 991 (comercial)

geral@figueiranahora.com

comercial@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL