25 de Abril: Juventude Popular não se revê no discurso do representante do Conselho Municipal da Juventude da Figueira da Foz

A Juventude Popular da Figueira da Foz afirma que não se revê nem se sente representada na intervenção do Conselho Municipal da Juventude da Figueira da Foz (CMJFF) na sessão da Assembleia Municipal comemorativa do 45.º aniversário do 25 de Abril, “repudiando publicamente a sua carga ideológica e política”.
Segundo a JP, presidida por Carlos Vitória, “esta intervenção foi preparada pela JCP à revelia dos restantes membros do CMJFF que a seu tempo expressaram o seu desagrado com o texto apresentado, tecendo várias críticas ao conteúdo ideológico do mesmo”, posição que o Figueira Na Hora confirmou pela troca de e-mails a que teve acesso.
Em comunidado, a JP figueirense recorda que “o CMJFF é constituído por diversas entidades com diversas ou nenhumas orientações políticas. A JCP apropriou-se de uma intervenção que não era sua para impor o seu ideário e branquear a diversidade ideológica deste Conselho”, salientando que “nos últimos anos a intervenção do CMJFF tem-se pautado por dois pontos fundamentais, a neutralidade política o foco central da intervenção nos jovens. Infelizmente a JCP não foi capaz de conviver em democracia mostrando total desconhecimento de como esta funciona e do que esta representa”.
No referido comunicado lê-se ainda que “o conselheiro da JCP, Francisco Baião, chega ao cúmulo de impor que «Esta será a intervenção de amanhã», mostrando de seguida a sua indisponibilidade para rever o texto, considerando esse acto de «patético»”.
A concluir, refere a JP que “por detrás de um discurso cheio de recriminações, Francisco Baião contradiz a palavra com os actos e esconde a tentativa de imposição de uma Ditadura Comunista dentro do CMJFF confundindo liberdade com libertinagem”.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL