PSD defende comissão organizadora para as Festas da Cidade de 2019

Em comunicado que transcrevemos na íntegra, o Partido Social Democrata da Figueira da Foz, liderado por Ricardo Silva, critica o modelo das festas da cidade e defende a criação de uma comissão organizadora das Festas da Cidade de 2019.

#

“Ainda as Festas da Cidade 2018 - S. João da Figueira da Foz não tinham começado, e já os Figueirenses iam assistindo a um vasto número de episódios que em nada dignificam o concelho.
Com efeito, desde os 14 painéis das freguesias com alguns “erros” (desconhece-se se é uma estratégia de marketing ou puro “erro”) que os figueirenses, em surdina, se questionam se, hipoteticamente, não se trata de um caso idêntico ao gasto dos 90 mil euros na campanha publicitária de 2017, da qual, até hoje, nada sabemos, por parte de quem a mandou executar (os responsáveis autárquicos), demonstrando, uma vez mais, a sua prepotência, já que nunca informaram os figueirenses dos resultados obtidos e do verdadeiro impacte para a Figueira da Foz.
Mas, infelizmente sem ficar por aqui, houve também o anúncio oficial do regresso da FIMAR – Feira Internacional do Mar, a qual, afinal, à última hora, foi cancelada, sem qualquer explicação plausível. (Escusado é dizer que, até ao momento, não houve, por parte do Município da Figueira da Foz, qualquer tipo de esclarecimento!)
Ainda, no que diz respeito ao espaço da “Feira das Freguesias” (destinado à confecção e serviço de restauração), tratando-se de um espaço atrofiante, está muito limitado e sem as condições exigíveis para o efeito.
Por último, e não menos importante, é o facto de este ano apenas três marchas do concelho da Figueira da Foz participarem no desfile de S. João - não é compreensível, nem aceitável, que o concelho da Figueira da Foz, riquíssimo em associativismo, esteja a definhar e a inibir-se de participar em festejos como o S. João, as Festas, por excelência, da cidade e do concelho.
O Partido Social Democrata entende que a autarquia tem de apoiar mais as colectividades e associações, colocando, de uma vez por todas, um ponto final no esbanjar de dinheiro em comboyadas, campanhas publicitárias cujo verdadeiro objectivo não se conhece, subsidiando-se, assim, somente determinada clientela do Partido Socialista local.
Como é do conhecimento público e geral, esta autarquia, liderada novamente há 9 anos pelo Partido Socialista, não ouve nem escuta a sociedade figueirense.
Atendendo a que o presidente da Câmara, bem como a maioria dos vereadores deste regime que vamos tendo, não viveram a sua juventude na Figueira da Foz, nem muito menos o S. João e as nossas Festas Populares, desconhecendo portanto na totalidade o sentimento e o significado que têm os vários bailaricos, assim como a essência e o cariz do banho santo, e perante este cenário dantesco (o actual executivo já deu, infelizmente, demasiadas provas da sua incompetência em matéria de organização de eventos desta envergadura), o Partido Social Democrata da Figueira da Foz entende e vem desta forma tornar público que pretende exigir que, no próximo mês de setembro, seja nomeada e constituída uma Comissão organizadora das Festas da Cidade de 2019, à semelhança do que é recomendado pelas melhores práticas - só assim o concelho da Figueira da Foz poderá recuperar a sua dignidade e o seu brilho”.

 

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL