Tempestade Leslie: PCP critica “medidas atabalhoadas”

A Comissão Concelhia da Figueira da Foz do Partido Comunista Português, em comunicado que transcrevemos, faz uma análise da situação política local e nacional.

(…)

Plano local

“Continuam por resolver muitos dos estragos causados pelo mau tempo. Alguns, segundo os responsáveis, continuarão por resolver por mais de seis meses (a Serra da Boa Viagem, entre esses).
Consideramos absolutamente lamentável o posicionamento dos responsáveis da Protecção Civil concelhia, assim como lamentáveis foram as medidas atabalhoadas que se seguiram (declaração e avaliação dos Danos, entre outras).
Ficou preocupantemente demonstrada a fragilidade de serviços estratégicos, designadamente comunicações, energia e abastecimento de água.
Em suma: houve uma incompreensível subestimação do fenómeno, apesar dos alertas feitos sobre o perigo real, que se viria a abater sobre o concelho da Figueira da Foz e que, só por mero acaso, não resultou em situações mais graves.
Face à enorme devastação, não se percebe porque não foi accionado o estado de emergência ou de calamidade pública, consentâneos com este tipo de desastres.
O PCP, através da deputada Ana Mesquita e do seu secretário geral, esteve em contacto com algumas das situações, nomeadamente na Zona Industrial, na Plasfil, no campo de jogos do Desportivo da Cova Gala, a necessitar de apoio urgente, tendo em conta o seu importante papel social, e na Escola EB 2/3 Dr.João de Barros, estando ainda previstas outras acções de contacto.
Apesar dos responsáveis municipais tudo fazerem para que esqueçamos o que aconteceu, o PCP não deixará de continuar a avaliar os efeitos como algo que carece de ser urgentemente corrigido, tanto mais que, segundo os especialistas, estas situações tenderão a repetir-se, quiçá com maior gravidade.
Os figueirenses têm a obrigação de esperar daqueles que estão incumbidos da protecção de vidas e bens algo mais do que equipas ganhadoras de troféus em concursos, por muito que nos congratulemos com o facto.
Também no que se refere à intenção do município de autorizar a instalação de uma unidade de tratamento de resíduos e lamas industriais na Freguesia da Marinha das Ondas, o PCP condena de forma veemente o que considera uma atitude dúplice face a este problema. Se está realmente contra, deve ter a coragem de não permitir a instalação. Não precisa de terceiras opiniões de organismos ou técnicos que, naturalmente, devem ouvir os responsáveis políticos, não dispensar um acurado estudo de impacto ambiental, não perdendo de vista que esses técnicos nunca, certamente, apoiariam este tipo de unidade nas zonas em que residem.
O nosso deputado europeu Miguel Viegas esteve aqui, ao lado dos populares que se manifestaram contra o projectado CIVR, este também um nome “bonito”, disfarçando uma realidade deveras feia (e fedorenta também).

Plano Nacional

A situação política actual continua a ser marcada pelas questões relativas ao Orçamento do Estado, documento que comporta mais alguns avanços, nomeadamente nestas matérias: abono de família, preços de gás e electricidade, alargamento dos manuais escolares gratuitos, propinas universitárias, reformas e pensões, reposição de salários na Administração Pública, subsídio de Natal para reformados e pensionistas.
Estes avanços, com a marca clara do PCP, não iludem os problemas estruturais com que o País se debate, os quais, sem a rotura com a política de direita e com os constrangimentos impostos pela UE e aceites pelo governo, não poderão ser ultrapassados.
No Plano Social, assumem relevância as greves e manifestações da Adminstração Pública, Enfermeiros, Forças de Segurança, entre outras.

(…)

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL