A pausa no «Enterro do Bacalhau»

A Sociedade Filarmónica Dez de Agosto este ano não irá realizar o tradicional «Enterro do Bacalhau».
Segundo adianta a direcção da colectividade, “infelizmente, esta manifestação de cariz popular não tem, nos últimos anos, conseguido mobilizar a população, que, salvo uma minoria profundamente ligada aos velhos hábitos da cidade, se tem alheado do evento”.
Desta forma, “os custos associados à divulgação e organização e a fraca adesão à iniciativa obrigam, assim, a uma paragem que permita repensar a sua dinâmica, periodicidade e estratégias de financiamento e de envolvimento participado”.

“Preocupa sempre interromper hábitos antigos”


O memoralista figueirense António Jorge Lé tem obra editada sobre esta e outras tradições, perpetuando em palavras e imagens esta memória colectiva.Ao Figueira Na Hora, a propósito desta decisão da «Teimosa», António Jorge Lé reconhece que “preocupa sempre interromper hábitos antigos, mas a Dez de Agosto apenas faz uma pausa para reconstruir esta tradição. Caso contrário era de criticar”. Adianta, contudo, que a colectividade da Rua das Rosas “este ano aposta forte na Queima do Judas para repensar, para melhor, o Enterro do Bacalhau”.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL