Ana Biscaia: «O meu sketch book é a Palestina»

Ana Biscaia dirigiu em Coimbra, sábado passado, uma oficina de ilustração para os mais novos intitulada «O meu sketch book é a Palestina (aprendo sobre a Palestina desenhando sobre ela)». A iniciativa integra o programa «Sábados para a Infância no TCSB» e destina«ou-se a crianças a partir dos 6 anos.

A ilustradora Ana Biscaia – autora do livro «Que luz estarias a ler?» e presença habitual nos sábados para a infância no Teatro da Cerca de São Bernardo (TSCB) / A Escola da Noite - Grupo de Teatro de Coimbra – realizou uma nova oficina de ilustração, centrada nos direitos humanos e na situação do povo da Palestina, em particular as suas crianças.
No texto que escreveu sobre esta oficina, Ana Biscaia explica o que a motiva: "No mundo em que vivemos, muito perto de no?s, na Palestina (sim, Palestina, um pai?s chamado Palestina) meninos, meninas, pais, ma?es, filhos vivem sob ocupac?a?o de outro pai?s, outro estado, chamado Israel. Como e? que o meu sketchbook pode explicar isto? Que histo?rias e? que podemos desenhar?".
Assumindo que "sa?o histo?rias um pouco violentas, mas onde tambe?m se pode encontrar alguma ternura", a ilustradora convida os participantes a conhecerem “Ahed Tamimi, a menina palestina, de 16 anos, que ousou esbofetear um soldado israelita, porque na?o aceita a perseguic?a?o a que a fami?lia esta? sujeita".
"Neste pai?s – lembra a artista – ha? praias, pesca, a?gua, filmes, poemas, teatro: e tudo isto pode ir parar dentro do nosso caderno".

ANA BISCAIA
Ana Biscaia nasceu na Figueira da Foz, em 1978. Estudou Design de Comunicação na Universidade de Aveiro e trabalhou como designer gráfica, mas foi a ilustração do primeiro livro (Negrume, 2006) que lhe abriu as portas para um mundo novo e para a formação mais marcante, na Suécia.
Em Estocolmo, na Konstfack University College of Arts, Crafts and Design, construiu grande parte da sua linguagem estilística, moldada pela importância do desenho e pela preferência pelo uso da grafitte.
Mais tarde, viria a ilustrar a edição sueca de "Flor de Mel", um dos romances juvenis de Alice Vieira, ganhando o Peter Pan Prize Silver Star, atribuído pela secção sueca do IBBY. Conta com quase duas dezenas de publicações, individuais e colectivas, e os seus trabalhos já foram exibidos em mais de 30 exposições, em Portugal, Suécia, Brasil, Colômbia, Alemanha, Espanha e Suíça.
Com a obra "A cadeira que queria ser sofá" (texto de Clovis Levi), venceu o Prémio Nacional de Ilustração em 2012, atribuído pela Direcção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas.

Mais fotos AQUI

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL