“90% do concelho da Figueira da Foz terá cobertura de fibra óptica da Altice Portugal no final de 2020” – Garante Alexandre Fonseca

Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal, esteve hoje na Figueira da Foz numa sessão que teve lugar no Centro de Artes e Espectáculos e onde anunciou que “90% do concelho da Figueira da Foz terá cobertura de fibra óptica da Altice Portugal no final de 2020”.
O protocolo hoje assinado com Carlos Monteiro, presidente da autarquia figueirense, além do investimento a realizar prevê uma utilização de condutas de forma recíproca de forma a minimizar custos mas também a evitar-se trabalhos desnecessários ao nível do sub-solo e duplicação de infra-estruturas.
Ao assumir a presidência da Altice há 3 anos tomou o vector da «proximidade» como o pilar da sua gestão e da equipa que lidera: “por isso estamos cá e não mandamos alguém em nosso nome, queremos acompanhar de perto levando investimento e evolução. Temos de dar o sinal de voltar à normalidade mas com um olhar de confiança no futuro. Esta deslocação, e em particular todo o investimento a ela associado – mais de 10 milhões de euros – mostra que continuamos a apostar no país e a assumirmo-nos enquanto motor de desenvolvimento económico e social, para lá de todas as fronteiras e densidades populacionais. Estamos cá, estivemos sempre cá e vamos continuar».
O CEO da Altice recordou as variadas reuniões ocorridas em território figueirense com a autarquia, presidentes de junta de freguesia e as equipas da empresa das áreas da engenharia, comunicações e relações institucionais.
“É nossa intenção aumentar a qualidade de vida das populações, captar investimentos, aumentar o emprego e assim acompanhar o desenvolvimento das regiões onde estamos e reduzir as assimetrias do país”, disse Alexandre Fonseca para quem este documento hoje assinado revela-se como “uma arma, um mecanismo no crescimento da Figueira da Foz”.
A nível local, explicou, “trata-se de cerca de 450 km de cabos de fibra óptica que irão ser adicionados à rede que já existe hoje e que cobre 60% do território. A nível nacional, até final do 5 milhões e 300 mil casas em Portugal estarão servidas com fibra óptica. No país, somos líderes de mercado: nos pacotes convergentes registamos mais de 40% de quota do mercado, e contamos com mais de um milhão e 600 mil clientes com fibra óptica em todo o país”.
Alexandre Fonseca salientou ainda que “a Altice Portugal é uma empresa privada, o maior investidor no nosso país, e este é um investimento totalmente privado, com o nosso próprio capital, sem qualquer tipo de subsidiação ou apoios externos”.

“Este é um momento muito importante para todo o concelho da Figueira da Foz”, disse Carlos Monteiro recordando que “houve um tempo em que o importante foi levar água às populações, depois a energia. Com a situação de pós-Leslie (a tempestade que assolou o concelho) e agora mais recentemente com a pandemia, percebemos e valorizámos de outra forma a importância das comunicações” quer no dia-a-dia da gestão camarária quer na vida das populações.
Entretanto, a autarquia procedeu, com os demais presidentes de junta de freguesia, a um levantamento das principais carências a nível de comunicações em todo o concelho. “Havia a meta de em 2020 termos todo o concelho coberto a 85% com fibra óptica, mas agora vamos atingir os 90% em apenas seis meses”, disse o edil enaltecendo “a resposta excelente da Altice” neste “projecto estruturante para o concelho”.
Quanto ao protocolo, Carlos Monteiro explicou ainda que “existe apenas o benefício do não pagamento de taxas previsto na lei, além da disponibilização da rede de infra-estruturas. Para o município, não rasgar estradas e não ter cabos aéreos é um benefício”.

Esta visita à Figueira da Foz insere-se numa ronda de deslocações (ontem iniciada e que termina hoje) que a comissão executiva da Altice Portugal efectua a várias regiões do país assinalando o regresso ao território com um investimento superior a 10 milhões de euros e um programa inédito: 10 distritos, 20 municípios e 3.700 quilómetros.
Investimentos em projectos no âmbito do reforço de cobertura de redes, apoio tecnológico a instituições de saúde, parcerias com a Academia, através do quartel-general de inovação, a Altice Labs, assim como a democratização do acesso à cultura, através das cabines de leitura da Fundação Altice, respeitando sempre todas as nomas de segurança e saúde pública hoje exigidas pela Direcção Geral de Saúde fazem parte desta iniciativa.

Texto: Jorge Lemos
Foto: José Santos

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL