Cláudia Pereira (secretária de Estado para a Integração) nas «Conversas Figueira da Interculturalidade»

No sentido de “sensibilizar os cidadãos para a necessidade de uma sociedade intercultural que tenha presente os valores da solidariedade; da não discriminação pela aparência, etnia, género ou nacionalidade; da igualdade; do respeito pela diferença e pela diversidade; da partilha”, o Município da Figueira da Foz encontra-se a promover, no âmbito da Semana da Interculturalidade, em parceria com o Núcleo Distrital de Coimbra da EAPN Portugal e com o apoio e a parceria do ACM – Alto Comissariado para as Migrações, o «Ciclo de Conversas Figueira da Interculturalidade».
Ontem decorreu a conversa «A integração das comunidades asiáticas na Figueira da Foz: Comunidades do Nepal, Bangladesh (...)», que contou com a participação de Cláudia Pereira, secretária de Estado para a Integração e as Migrações, que irá também participar amanhã (8 de abril), Dia Internacional do Cigano, na «Conversa ...A integração das Comunidades Ciganas na Figueira da Foz».
A iniciativa decorrerá 14h30, em directo na página de Facebook do Município e contará também com a participação de Carlos Monteiro (presidente da Câmara Municipal da Figueira da Foz), Diana Rodrigues (vereadora do pelouro da Acção Social do Município da Figueira da Foz), Sandra Araújo (directora executiva da EAPN Portugal), Cristina Milagre (adjunta da secretária de Estado para a Integração e as Migrações), Maria José Vicente (Gabinete de Desenvolvimento e Formação da EAPN Portugal), Bruno Gonçalves (coordenador do Programa ROMED 3 e Letras Nómadas), Tânia Oliveira (presidente da Associação Ribaltambição), Marta Amaral (técnica da Cáritas Diocesana de Coimbra), de Cátia Bexiga (técnica do Projeto Escolhas Sem Diferenças E8G), Marta Santos (directora de Departamento de Assuntos Sociais da Associação Fernão Mendes Pinto), Sónia Ruivo (coordenadora do Projeto Escolhas Maisinterac@es em Movimento E8G) e João Limas (mediador comunitário do Projeto Escolhas Maisinterac@es em Movimento E8G).
Ainda durante o dia de amanhã, a Fonte Luminosa irá encontrar-se iluminada com as cores da bandeira cigana (verde, azul e vermelho), como forma de simbolicamente assinalar o Dia Internacional do Cigano.
Refira-se que a comemoração do Dia Internacional do Cigano é uma das medidas contempladas no Eixo 3: Educação, do Plano Local para a Integração das Comunidades Ciganas do Município da Figueira da Foz (2019-2022) e pretende simbolicamente sensibilizar e celebrar a diversidade e o respeito pelo povo cigano.
O Dia Internacional do Cigano é comemorado desde 8 de abril de 1971, data que assinala o primeiro encontro internacional de ciganos em Orpingtion, nas redondezas de Londres, que se traduziu na celebração da cultura cigana, com o objectivo de sensibilizar para as dificuldades e estigma social enfrentados por esta comunidade.
Cinco décadas depois, a comunidade cigana continua a ser um dos grupos minoritários mais excluídos e discriminados na Europa, nomeadamente no que diz respeito ao acesso a bens e serviços básicos, como a educação, saúde, habitação e trabalho.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL