IPO de Coimbra: novo Bloco Operatório Periférico «abre portas» à requalificação do Edifício de Cirurgia

O Instituto Português de Oncologia de Coimbra avança com duas obras, a instalação do Bloco Operatório Periférico e a ampliação e requalificação do edifício de Cirurgia.

A instalação do Bloco Operatório Periférico visa acolher parte substancial da actividade cirúrgica durante o período da obra de ampliação e requalificação do edifício de Cirurgia. A construção deste novo bloco teve início no dia 3 de agosto, com a instalação do estaleiro da obra, prevendo-se a sua conclusão até ao final do presente ano.
A obra tem um investimento de 1,838 milhões de euros e incluirá duas salas operatórias, uma unidade de cuidados pós-anestésicos, uma sala de indução anestésica, uma zona de desinfecção, uma sala de desinfecção, vestiários, uma sala de arrumos, uma sala do pessoal, parque de camas, transfer e um posto administrativo. O equipamento técnico específico deste bloco operatório será, posteriormente, transferido para o novo edifício de Cirurgia, numa lógica de investimento antecipado.
O novo bloco operatório será edificado junto ao edifício de Oncologia Médica/Laboratórios, na platibanda em frente ao serviço de Anatomia Patológica, sendo que o estaleiro da obra será instalado na zona adjacente à entrada do serviço de Instalações e Equipamentos, não se prevendo alterações significativas na circulação de pessoas dentro do campus hospitalar.

Segundo adianta o Gabinete de Comunicação do IPO Coimbra, “a construção do Bloco Operatório Periférico é, incontornavelmente, o «lançamento da primeira pedra» da obra de ampliação e requalificação do edifício de Cirurgia” tendo presente que “o actual edifício de Cirurgia – onde actualmente funciona o bloco operatório – só poderá ser desactivado depois de existir uma alternativa que garanta a continuidade da actividade cirúrgica”.
A empreitada de ampliação e requalificação do edifício de Cirurgia foi adjudicada, após concurso público, pelo valor de 27,920 milhões de euros. O início desta obra está previsto para o segundo trimestre de 2021.

“São estes investimentos que fortalecem a confiança dos nossos doentes e dos nossos colaboradores, num Hospital que aposta na inovação, na modernidade e na segurança. Aproximando-se um forte período de obras, e prevendo-se alguns constrangimentos, o conselho de administração solicita a compreensão da comunidade para eventuais perturbações no normal funcionamento da instituição”.
O conselho de administração “agradece o empenho e contributo de cada um dos profissionais para a concretização desta obra, um investimento imprescindível e estruturante para o IPO de Coimbra e para a Região Centro, reforçando a confiança dos doentes e profissionais num Serviço Nacional de Saúde moderno, sustentável e seguro”.
A cerimónia que assinala estas intervenções contou com a presença do secretário de Estado da Saúde, António Sales; presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Manuel Machado; presidente do Administração Regional, Rosa Marques; vereadora da Câmara Municipal de Coimbra, Regina Bento; o ex-presidente do conselho de administração do IPO de Coimbra, Manuel António e a presidente do conselho de administração do IPO de Coimbra, Margarida Ornelas.

 

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL