Ponte Edgar Cardoso temporariamente apenas com uma via para cada lado

Segundo adianta a Infraestruturas de Portugal, no âmbito da empreitada de reabilitação e reforço da Ponte Edgar Cardoso será necessário condicionar novamente o trânsito.
Assim, a partir do próximo dia 14 de dezembro e um por período estimado de 18 meses, serão suprimidas as vias da direita. O condicionamento estará devidamente sinalizado e será efectuado com o apoio das autoridades.
 
Reabilitação e reforço da Ponte Edgar Cardoso
 
Esta empreitada envolve um investimento de 16,8 milhões de euros e um prazo de execução previsto de 21 meses. As intervenções consistem essencialmente na substituição integral do sistema de tirantes da ponte por um sistema de nova geração, bem como a beneficiação geral da obra, nomeadamente:
- Protecção das superfícies de betão das torres
- Protecção anticorrosiva da estrutura metálica do tabuleiro da ponte
- Limpeza, decapagem e pintura dos guarda-corpos, incluindo reparação dos módulos danificados
- Substituição do revestimento existente nos passeios
- Substituição das juntas de dilatação
- Alteração do sistema de iluminação pública
- Limpeza, decapagem, metalização e pintura dos aparelhos de apoio metálicos, dispositivos de ancoragem do tabuleiro, desviadores e dispositivos antivibráticos do pré-esforço exterior e dos dispositivos dissipadores.

A Ponte da Figueira da Foz, projectada pelo prof. Edgar Cardoso, foi a primeira ponte rodoviária com o tabuleiro atirantado realizada em Portugal, tendo sido aberta ao tráfego em 1982.
Esta travessia sobre o Rio Mondego, também conhecida como Ponte da Figueira da Foz, tem um desenvolvimento total de 1421 metros, distribuídos por encontro esquerdo (25m), viaduto da margem esquerda (630 m), ponte (405 m), viaduto da margem direita (315 m) e encontro direito (46 m).
Trata-se de uma ponte de tirantes que está dividida em três tramos, possuindo os tramos extremos 90 m e o tramo central 225 m. O tabuleiro, misto de aço e de betão, é suportado por duas torres auto-estáveis, dois pilares de transição e seis pares de tirantes em cada torre com continuidade sobre estas.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL