Agrupamento de Escolas do Paião premiou mérito escolar

Após o interregno de um ano, provocado pela pandemia, o Agrupamento de Escolas do Paião voltou a homenagear os seus alunos com a Festa de Entrega de Prémios, relativos ao ano letivo 2020-2021.
A festa teve lugar no átrio central da Escola Dr. Pedrosa Veríssimo, pelas 15 horas do dia 23 de julho, na presença dos alunos, professores, encarregados de educação, patrocinadores, presidente do conselho geral, representante da Associação de Pais e Encarregados de Educação e presidente da Câmara Municipal.
A directora, Ana Paula Guimarães Simões Carrito, recentemente reconduzida no cargo, lembrou “as condições difíceis dos últimos dois anos em que todos tiveram de dar o seu melhor, para que fosse possível ter aulas, muitas delas à distância”. Referiu que este ano alguns dos prémios não foram atribuídos por não terem existido condições para efectuar a selecção dos alunos para os mesmos.
Foi o caso do prémio Quadro de Honra, há largos anos patrocinado pela Caixa de Crédito Agrícola do Baixo Mondego, do Prémio de Mérito Desportivo, patrocinado pela empresa Serimoda/American Flag, e do prémio da Música, “pois as exigentes medidas que foi necessário implementar não permitiram a maior proximidade entre alunos e as normais relações humanas que desenvolvem na escola”. No caso do prémio da Música, um dos itens a observar é o uso das flautas, o que no contexto da pandemia não foi possível.
Paula Carrito agradeceu à Câmara Municipal o facto de, rapidamente, ter disponibilizado câmaras para todas as salas de aula, o que permitiu que nenhum aluno ficasse sem aulas, mesmo em situação de isolamento profilático.
O engenheiro José Canas, em representação da empresa Canas, Engenharia e Construção, S.A., fez uma breve apresentação do Grupo Canas, nomeadamente dos valores e da filosofia que norteiam, e sempre nortearam, a empresa, valores esses que a escola também cultiva.
Carlos Monteiro, presidente da Câmara Municipal, elogiou o trabalho dos professores e dos funcionários, que “foram incansáveis” para que todos os alunos pudessem continuar a ter aulas, apesar da pandemia.
Referiu que a escola pública é um lugar de democracia, que integra todos os alunos e que promove a sua aprendizagem de modo igualitário, não deixando ninguém de fora.
Foram entregues os prémios Flor e Lídia, aos três melhores alunos do 4º ano de escolaridade, os prémios das Línguas Estrangeiras, patrocinados pelo grupo Regivir/Conductor/Peleiro, aos três melhores alunos de 3.º ciclo, de Inglês e de Francês, os prémios da Matemática, atribuídos ao melhor aluno de cada ano de escolaridade dos 2.º e 3.º ciclos, patrocinados pela empresa J. Cardoso e Filhos, o prémio Dr. Pedrosa Veríssimo, atribuído pela escola ao melhor aluno de Português do 9º ano (este ano foram distinguidas duas alunas) e os prémios Canas, S.A., atribuídos pela empresa aos três melhores alunos do 5º, 6º, 7º, 8º e 9º ano de escolaridade.
A festa terminou com um agradecimento da directora aos directores de Turma e aos elementos do conselho pedagógico, a quem foi entregue uma rosa. Aos alunos, a directora desejou os maiores sucessos e que, pela vida fora, continuem a ser bons alunos e boas pessoas.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL