COVID-19: Evolução da pandemia nas seis escolas do Agrupamento Figueira Mar

Pedro Mota Curto traça um resumo da evolução da pandemia Covid-19 nas seis escolas do Agrupamento.
A relação dos alunos, professores e funcionários que testaram positivo, desde o dia 17 de setembro até 18 de dezembro dá conta de, em setembro 0 casos positivos; em outubro 2; em novembro 22; em dezembro 8 casos.
Segundo o director do Agrupamento Figueira Mar, “em geral os contágios aparentam ter ocorrido no meio familiar ou junto da comunidade (amigos, festas, actividades desportivas, viagens, local de trabalho, estágios dos cursos profissionais, etc,”,
Nas seis escolas do agrupamento (do pré-escolar ao ensino secundário), desde o dia 17 de setembro até ao dia 18 de dezembro, registam um total de 32 casos positivos num universo de 1.510 pessoas, o que equivale a 2,1 % do total, sendo que quase todos já regressaram às escolas.

Ao longo dos três meses do 1º período estiveram em isolamento profiláctico, em casa, por prevenção, por um período máximo de 14 dias seguidos, um total de 19 turmas, das 70 turmas das seis escolas em causa.
“Na Figueira da Foz, considerando todas as escolas do concelho, estiveram em isolamento profiláctico, um total de 67 turmas”.
Sexta-feira passada, dia 18 de dezembro, encontravam-se em isolamento profiláctico, em casa, por prevenção, um total de 2 turmas do Agrupamento de Escolas Figueira Mar, o que equivale a 2,85 % de um total de 70 turmas:
- Escola Infante D. Pedro (1 turma).
- Escola Secundária Dr. Bernardino Machado (1 turma).

“Ao longo do 1º período do ano lectivo 2020/2021, todos juntos, conseguimos ter a situação controlada e manter as aulas presenciais durante os 64 dias de actividades lectivas”, salienta Pedro Mota Curto adiantando que “no dia 4 de janeiro de 2021 terá início o 2º período, com uma duração de 55 dias, até ao dia 24 de março, sendo que, até ao Verão não está prevista a vacinação nem de professores, nem de funcionários, nem de alunos”.

Assim, alerta Pedro Mota Curto, “durante a pausa lectiva do Natal e Ano Novo (19 de dezembro a 3 de janeiro), será deveras conveniente que toda a população mantenha uma prevenção bastante rigorosa, continuando a respeitar escrupulosamente as normas de segurança, sobejamente divulgadas, caso contrário, nos meses de janeiro e de fevereiro de 2021, haverá uma forte probabilidade de um grande aumento do número de casos positivos, que poderão ter um impacto significativo nas actividades escolares, que se desejam presenciais”.

 

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL