Crónicas de tudo e de nada - JMJ 2023 vista de longe

Assisti de longe à JMJ que Portugal acolheu de 2 a 6 de Agosto. Assisti, graças à tecnologia que nos permite “estar em casa” mesmo quando estamos longe, porque num país luterano como a Suécia, um evento católico, por muito majestoso que seja, não é notícia.


E gostei do que vi. Foi como se de repente tivessem brotado em todo o país centenas de pequenos rios, riachos, ribeiros de jovens que percorreram este nosso minúsculo rectângulo conhecendo pessoas, paisagens, culturas locais, até desaguarem todos no mar de Lisboa para a apoteose que os esperava e por que eles esperavam.
Foi bonito de ver - a alegria, a música, o acenar de bandeiras e lenços, a fraternidade, a comunhão de ideias. Imagino que tenha sido ainda mais bonito viver a experiência, partilhar a fé, acreditar que o mundo não está totalmente perdido, rezar em uníssono, cantar as mesmas músicas em línguas diferentes, escutar e reflectir sobre as palavras de Francisco.
Esqueceram-se nestes dias os males do país e do mundo? Talvez... aparentemente, mas com certeza que em todas as orações não foram esquecidos os abusos, as guerras, a violência, o genocídio, a pobreza, o abandono, o racismo, os ataques contra a natureza. Não podem ter sido! Porque a luta contra todos esses males é o que nos dá esperança de uma Humanidade mais sã, mais fraterna, mais culta.
Não terá sido tudo perfeito em termos de organização. Não sei, não estive lá... Mas quem espera, ou quem consegue, a perfeição em eventos desta magnitude? Acho que Portugal se saiu bem nesta Jornada e, embora para alguns isto não tenha passado de “mais um arraial”, a mim dá-me esperança para continuar a acreditar que, quando queremos, somos um povo de um raio e não há quem nos páre!
(Poster by ideasfinder)
AMC/
8.Agosto.2023

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL