Crónicas de tudo e de nada: Amanhã... é Nunca

Quando o sol promete
E a nuvem não deixa,
Amanhã... é Nunca.

Quando o mar ameaça
A areia amortece
E o vento norte
Traz a chuva agreste,
Amanhã... é Nunca.

Quando o homem luta
A vida entorpece
E o tempo se esfuma
Tal qual a esperança,
Amanhã... é Nunca.

Quando a viola toca
A voz enrouquece
E a música intensa
Se perde na aragem,
Amanhã... é Nunca

E amanhã é Nunca
Quando o amor persiste
E falta a coragem!

Alice Mano-Carbonnier
(1992)

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL