Crónicas de tudo e de nada: "Mixed feelings"

Sentimentos confusos em relação ao abrandamento das regras de confinamento: alívio e preocupação.
Alívio porque todos os que estamos confinados estamos cansados de fazer quase nada e ter todo o tempo do mundo à nossa disposição. Não é que não tenhamos nada para fazer, é mais porque o confinamento levou-nos a adrenalina para os limites mínimos e isso por sua vez provocou-nos um estado de letargia em que não nos apetece fazer grande coisa. E todos queremos muito voltar ao normal (sendo que sabemos de antemão que o normal nunca mais será o mesmo).
Preocupação porque receio muito que este desejo de fazer coisas e sobretudo esta vontade de ir para a rua, de ver gente, de conviver, que é tão nossa, tão sul-europeia, nos leve a aligeirar demasiado os cuidados sanitários que ainda são (e serão) essenciais.
E não podemos deixar que nos aconteça uma 2ª vaga, ou o reacendimento da 1ª que, segundo os especialistas, terá ainda piores consequências.
É preciso muito bom-senso!
Vamos todos pensar nisso!
Força, gente!

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL