O instante

- Mestre, é possível recomeçar?
- Claro que sim!
- Mestre, é possível apagar?
- Não! Apenas é possível esquecer; esquecer é deixar quieto; é não tocar; é não olhar sequer. Mas…, esquecer com perdão é poder revisitar, tocar, mexer, olhar sem sentir dor - é resolver, é sarar, é partir em paz… Procura sempre a paz do perdão para com ele cobrires o rasto do passado que vais despindo de ti!
- Mestre, há préstimo útil no recomeço?
- Olha para o Sol que recomeça todos os dias diferentes, embora sob a enganadora ilusão do ontem repetido hoje e com a certeza que amanhã também virá aparentemente igual a hoje. Mas não te iludas! Nada se repete! Tudo é o instante contínuo e irrepetível. Haverá também um outro novo recomeço naquele instante em que não completares o teu último dia aqui… Quando?; onde?; porquê?; para quê? Nenhum “mestre” te saberá responder, pois, são perguntas que também os afligem, por isso…não existem mestres, apenas existem angústias… apenas existem muitas perguntas…Vive! Vive cada único instante como a oportunidade dum permanente recomeço!
- Obrigado! Obrigado meu amigo, meu companheiro nesta viagem… Obrigado por este precioso instante!

Walter Ramalhete.
“Recebido” na Figueira da Foz, 11 de Setembro de 2020.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL