Autárquicas: “Somos uma espécie de buraco negro do investimento nacional” – diz Pedro Machado

Pedro Machado critica a falta de investimentos, por parte do Governo, no Porto da Figueira da Foz.
O candidato à Câmara da Figueira, pelo PSD, diz que “é incompreensível que o Primeiro-Ministro venha à Figueira para um show-off de campanha, mas no mesmo dia o seu Governo despreze o nosso porto e a nossa cidade, assim como as freguesias que dependem do investimento na zona costeira, sempre adiado, e que os seus ministros colocam o nosso concelho fora dos seus programas a dez anos”.

Em comunicado, a candidatura salienta que “no dia em que António Costa apresenta as candidaturas do PS ao Distrito de Coimbra, o seu Governo volta a deixar a Figueira da Foz de fora do plano de investimentos nos portos, anunciando-se 4,1 milhões de euros para dragagens em quatro portos portugueses, que excluem, de novo, um dos que mais precisa para manter a sua operação e segurança. De acordo com os anúncios do Ministro do Ambiente, em janeiro de 2018, o Governo PS previa um investimento de 900 milhões de euros em obras de manutenção e requalificação da costa portuguesa, deixando a Figueira da Foz de fora. Hoje é o Ministro do Mar a anunciar investimentos nos portos, esquecendo, de novo, a Figueira da Foz”.
 
“Pedro Machado, o candidato do PSD à Câmara da Figueira da Foz não tem descansado relativamente às questões relacionadas com a erosão costeira e com o porto da Figueira, que visitou já oficialmente, e não compreende a inação e incapacidade política do presidente da Câmara”, lê-se no documento.
 
“O porto da Figueira, para operar em segurança, precisa destas obras de manutenção e precisa melhorar as suas condições, independentemente de novas soluções de relocalização que tenho vindo a levantar e que deveriam ser equacionadas e estudadas, para podermos devolver o espaço público e a zona ribeirinha aos figueirenses e melhorar a equação económica das nossas empresas. Infelizmente, o assunto não interessa ao PS”, refere o candidato da Figueira do Futuro.
 
“A candidatura da Figueira do Futuro, do PSD à Figueira da Foz, garante que, quando presidir à Câmara Municipal, após 26 de setembro, terá como uma das primeiras prioridades reunir com os ministros do Mar e do Ambiente para que o Município seja considerado e não fique, à semelhança do que acontece nos vários planos do Governo no âmbito da mobilidade rodoviária e ferroviária e no âmbito do PRR, de fora dos investimentos nacionais”, refere o comunicado adiantando-se que “Somos uma espécie de buraco negro do investimento nacional. Parece que termos um presidente do PS, sem capacidade política e sem intervenção, alegra o Governo que assim pode esquecer a Figueira sem que ninguém lhe diga nada. E isso é intolerável e vai ter que mudar”, conclui Pedro Machado.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL