Autárquicas: “Vamos fazer da Figueira a Cidade do Basquetebol” - diz Pedro Machado (PSD)

“Queremos celebrar contratos programa com todas as associações desportivas do concelho para que possamos incentivar a formação desportiva, com objectivos claros de financiamento e como forma de estimular o incremento de toda a actividade bem como a formação de jovens, treinadores e dirigentes”, disse o candidato à presidência da Câmara da Municipal da Figueira da Foz pelo PSD durante a recente visita realizada ao Sporting Clube Figueirense.
Ladeado por inúmeros símbolos, imagens e recordações de mais de cem anos de história do basquetebol figueirense, Pedro Machado sublinha a importância desta modalidade para a Figueira da Foz. “O basquetebol é uma marca da Figueira da Foz. Há marcas, e não é apenas uma ou duas, que são próprias do concelho. Como referi em abril deste ano, vamos fazer da Figueira a Cidade do Basquetebol”, assume o candidato, na sede do clube que em dezembro próximo completa 104 anos de vida.
Com um orçamento anual de cerca de 40 mil euros o SCF tem, actualmente, seis equipas femininas de basquetebol que vão desde os sub-8 aos sub-19. Neste arranque de uma nova época desportiva, após ano e meio em período de pandemia, e uma vez que utilizam os pavilhões das escolas João de Barros e Cristina Torres, o clube ainda não sabe ainda qual o valor que vai pagar pelo aluguer dos espaços.
“Quando estes pavilhões eram da responsabilidade das escolas a nossa despesa anual para este item era de 18 mil euros. Como agora estas estruturas são da responsabilidade do município ainda não sabemos qual será o valor anual a pagar”, explicou a presidente do Clube, Oriana Cação.
Para fazer face a todas as despesas o clube faz “uma gestão financeira rigorosa”, tendo sempre em conta as fontes de receita que provêm das mensalidades, de alguns patrocínios de empresas locais e também do município.
“De acordo com o Regulamento Municipal, o clube recebe, anualmente, cerca de 5 mil euros”, explica Oriana Cação. A responsável, que também já foi jogadora do clube defende, tendo como exemplos realidades bem próximas da Figueira da Foz, um espaço onde os clubes pudessem treinar cujas despesas de aluguer “não fossem, como são até agora, tão elevadas”.
Quanto às condições físicas dos pavilhões onde o Sporting Figueirense treina, Oriana Cação explica que, para já, a necessidade mais urgente passa por “pintar o interior do pavilhão da Escola Cristina Torres”.
Durante a visita à “nova” sede do SCF – anteriormente instalados no extinto Sítio das Artes –, Oriana Cação lembra que “o basquetebol é a única modalidade figueirense nos campeonatos nacionais”, recordando ainda a tradição desta prática desportiva na Figueira da Foz.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL