Região: avança em Coimbra a primeira fase da Ecovia

O executivo municipal aprovou, na sua reunião de hoje, a implementação da primeira fase da Ecovia, um sistema «park & ride» no qual as pessoas estacionam em cinco parques sendo depois transportadas para o centro da cidade ou principais pólos de destino, como os hospitais ou a Universidade, pelos autocarros 100% eléctricos adquiridos pela CM Coimbra.

Em novembro foram aprovadas as localizações dos sete parques de estacionamento periféricos para servir a Ecovia, mas como os parques do Choupal e das avenidas da Guarda Inglesa e Conímbriga necessitam de uma intervenção mais aprofundada, a autarquia pretende avançar já com uma primeira fase de implementação do sistema, tendo como suporte os parques de estacionamento do Parque Verde do Mondego, do Vale das Flores, da Praça dos Heróis do Ultramar e dos dois parques da Casa do Sal (parque Jardim e parque Oeste).  
 
A proposta passa pela criação de quatro circuitos, promovidos pela autarquia enquanto Autoridade de Transportes e que foram estudados em coordenação com o Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC):

Linha Vermelha, com paragens na Casa do Sal, Pediátrico, HUC (Av. Bissaya Barreto), IPO/Escola de Enfermagem e HUC (Praça Mota Pinto);

Linha Verde, com paragens no Parque Verde do Mondego, Polo I da Universidade (Arco da Traição) e Polo I da Universidade (Rua Larga);

Linha Amarela, com paragens da Praça dos Heróis do Ultramar (Escola Avelar Brotero), Polo I da Universidade (Largo D. Dinis), Praça da República, Praça 8 de Maio (Jardim da Manga), Rua João Machado, Casa do Sal (Oeste), Rua Manuel Rodrigues, Praça 8 de Maio (Jardim da Manga), Praça da República e Polo I da Universidade (Largo D. Dinis);

Linha Roxa, com paragens no Vale das Flores, HUC (Av. Bissaya Barreto), IPO/Escola de Enfermagem, HUC (Praça Mota Pinto) e Pediátrico.
 
As linhas Vermelha e Roxa são uma alternativa concreta de acesso à zona dos hospitais, assim como a Linha Verde também se apresenta como uma boa solução de acesso ao Polo I da Universidade. A Linha Amarela tem uma dupla função, garantindo a ligação entre os parques de estacionamento da Praça dos Heróis do Ultramar e da Casa do Sal, servindo a alta e a baixa de Coimbra e garantindo oferta para o tráfego que entra na cidade, quer via norte e oeste, quer via sul e este.
Os parques de estacionamento do sistema Ecovia da Praça dos Heróis do Ultramar, da Casa do Sal e do Vale das Flores deverão funcionar entre as 07h00 e as 19h30, no que respeita ao controlo de acesso de viaturas e à venda de títulos de transporte na entrada destes locais.
O estacionamento do Parque Verde do Mondego funcionará com o horário actualmente em vigor, das 07h00 às 20h00. Todos os parques, à exceção do da Praça dos Heróis do Ultramar, permanecerão abertos, em regime livre, fora do horário definido para o seu funcionamento.

 O serviço pode ser adquirido através de títulos individuais, com validade diária (cada duas deslocações e estacionamento têm um preço de 2,60€) ou de um passe intitulado de Rede Geral +, que tem um custo mensal de 35€ e inclui o estacionamento e as viagens.
Existem ainda propostas para entidades que tenham mais de 20 colaboradores, com o objetivo específico de venda em quantidade e mediante a realização de protocolos com os SMTUC.
 
 
A CM Coimbra está a trabalhar neste relançamento há vários anos, a começar pela continua renovação da frota dos SMTUC com veículos com melhor desempenho ambiental. Para isso, em outubro de 2018, foi submetida uma candidatura ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (PO SEUR), para a aquisição de cinco autocarros e nove miniautocarros eléctricos, respectivos sistemas de carregamento e serviços de assistência técnica e monitorização dos resultados.
Em fevereiro de 2020 foi adjudicada a aquisição destes nove miniautocarros 100% elétricos, pelo valor de 2,8M€ e que vão permitir, então, a colocação em funcionamento da Ecovia.
Já a aquisição dos cinco novos autocarros 100% elétricos ‘standard’ representa um investimento de 2,4M€ e a proposta também já foi adjudicada.
 
A 20 de junho de 2019 entraram em funcionamento os 10 novos autocarros 100% elétricos que reforçaram a frota dos Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC), depois de um investimento superior a 4M€, financiado em cerca de 53% pelos cofres da CM Coimbra e o restante pelo PO SEUR.
Segundo a autarquia de Coimbra, “depois de um ano de operação, estas viaturas elétricas evitaram a libertação de cerca de 510 toneladas de CO2 para a atmosfera, depois de cerca de 440 mil quilómetros de estrada e geraram uma economia de cerca de 140 toneladas equivalentes de petróleo. Mas os dados são ainda mais relevantes do ponto de vista ambiental se tivermos em conta, também, os troleicarros e o elevador do Mercado, que são outros exemplos da aposta da autarquia na mobilidade elétrica. Somando, foram percorridos cerca de 480 mil quilómetros em veículos elétricos no último ano, que na globalidade evitaram a emissão de quase 600 toneladas de gases carbónicos para a atmosfera, criando uma poupança energética de cerca de 160 toneladas equivalentes de petróleo”.

 

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL