Homenagem a Manuel Fernandes Tomás com música, canto e artes plásticas

Manuel Fernandes Tomás, «Patriarca da Liberdade», foi ontem homenageado, pelas 18h30, na Praça 8 de Maio, numa cerimónia que este ano juntou várias artes.
A cerimónia reuniu várias dezenas de pessoas, entre cidadãos, autarcas e representantes de entidades civis e militares e paramilitares.
Primeiro ouviu-se a «Marcha do Vapor» e depois, perante a guarda de honra dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, foi deposta uma coroa de flores junto ao túmulo de Manuel Fernandes Tomás, tendo-se seguido o cumprimento de um minuto de silêncio em sua memória.
Seguiram-se as intervenções, breves, do grão-mestre do Grande Oriente Lusitano - Maçonaria Portuguesa, Fernando Cabecinha; do presidente da Associação Cívica e Cultural 24 de Agosto, Rui Miguel; do presidente da Associação Manuel Fernandes Tomás, Fernando Cardoso; do familiar do homenageado, Filipe Fernandes Thomaz e do presidente da Câmara Municipal, Pedro Santana Lopes.
A tónica das mesmas foi posta na importância de continuar a evocar a figura de Manuel Fernandes Tomás e os ideais, valores e princípios pelos quais se bateu ao longo da vida, principalmente junto dos figueirenses mais jovens, que devem compreender o papel que teve na História.
A cerimónia prosseguiu com a leitura de uma súmula do trabalho realizado no ano letivo 2022/2024 Divisão de Cultura do Município e pelos agrupamentos de escolas do concelho que, no âmbito do Plano Nacional das Artes, trabalharam a figura de Manuel Fernandes Tomás e tudo o que ele representa em termos históricos para a Figueira da Foz e para o país.
Seguiu-se um momento musical a cargo Hilton Costa, violinista e director adjunto do Conservatório de Música David de Sousa (CMDS) e Nathalie Gal, coordenadora do departamento de Classes de Conjunto do CMDS. Os músicos interpretaram a peça «Avé Maria», de Gounod (1859) e o tema «O Amor a Portugal», de Ennio Morricone.
Já no final, o presidente da Câmara Municipal apresentou cumprimentos aos artistas plásticos das associações Magenta – Associação dos Artistas Pela Arte e AAAGP- Associação da Amizade e das Artes Galego Portuguesa, que se associaram à iniciativa e promoveram, ao longo do dia, uma sessão de pintura ao vivo com o tema «Manuel Fernandes Thomaz, a sua Vida, Obra e legado».

 

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL