Edições Xerefé: «O Retrato (aquilo que não se vê)» junta Clovis Levi e Ana Biscaia

Vai ser lançado a 5 de março o 8.º livro das Edições Xerefé,  «O Retrato (aquilo que não se vê)», de Clovis Levi com ilustrações da premiada Ana Biscaia (Prémio Nacional de Ilustração de Portugal 2012 com o  livro «A cadeira que queria ser sofá», também da autoria de Clovis Levi). 
O lançamento será às 18 horas, online, através do Centro Cultural Penedo da Saudade, do Instituto Politécnico de Coimbra, e estará a cargo de Ana Cristina Macedo, professora adjunta do Politécnico do Porto, que escreveu:

"Um livro que pode ser cinema, que é literatura, que pode ser tudo porque a sua matéria é feita do quotidiano, pedaços de vida narrados por Pipa, o papagaio de papel que fez parte e se libertou dessa grande metáfora que é vida de cada uma das personagens, muitas vezes lograda e só possível porque o sonho lubrificou essa engrenagem. 
E se para elas o sonho não se realizou, então cabe aos leitores (re)escrever as suas histórias, com uma paleta de cores diferentes. 
Recomendo a todos este livro que me deixou presa a ele desde o primeiro minuto. Recomendo a todos - mais novos e menos novos".

Clovis Levi
Carioca,  é autor de três livros publicados em Portugal:
«O Beco do Pânico», que recebeu o Selo de Recomendação do Plano Nacional de Leitura (lançado também no Brasil);
«A cadeira que queria ser sofá», que ganhou o Prémio Nacional de Ilustração;
A peça teatral «A fantástica aventura do devasso que virou santo» – sobre Santo Agostinho.
No teatro, actua como autor, encenador e professor. A sua peça «Se chovesse, vocês estragavam todos», co-autoria de Tania Pacheco, recebeu o Prémio Governo Estado de São Paulo/Melhor Texto e foi encenada em diversos países.
Foi director do Centro de Estudos Nacional de Artes Cênicas, da Funarte. Foi director, também, do Colégio de Direção Teatral, no Ceará.
Para a televisão, escreveu a série «O Bem Amado», a minissérie «DNA» e as novelas «Mandacaru» e «O Todo Poderoso». Esteve onze anos em Portugal, como parte da equipe que implantou o Curso de Teatro de Nível Superior da Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC), onde foi director do Curso e Coordenador de Teatro. De volta ao Brasil, é professor da Faculdade CAL de Artes Cênicas, no Rio de Janeiro. É director, junto com Pamela Jean, do grupo Carretel de Histórias.

Ana Biscaia
Designer gráfica e ilustradora, Ana Biscaia (1978) estudou ilustração em Estocolmo, na Konstfack University College of Arts, Crafts and Design.
Com exposições realizadas em vários pontos do Mundo, recebeu, entre outras distinções, o Prémio Nacional de Ilustração em 2012, atribuído pela DGLAB, com a obra «A cadeira que queria ser sofá» (texto de Clovis Levi). É fundadora das Edições Xerefé.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL