Ministério do Mar destaca “elevado sentido de responsabilidade” das organizações de Produtores do Centro e Norte do País

As organizações de produtores da pesca do cerco do centro e norte tomaram a iniciativa de recomendar aos seus associados a não captura e correspondente venda de biqueirão, a partir das 24 horas de 27 de novembro, em qualquer porto de pesca a norte da Nazaré, recomendação que se estenderá até ao final do corrente ano de 2020.
Esta medida foi, segundo as organizações de produtores, decidida após a avaliação da situação actual da produção e do mercado desta importante espécie que está sujeita ao regime de TAC (totais admissíveis de capturas) e Quotas da União Europeia, e cuja quota, no total de 8.175 toneladas, atribuída até 30 de junho do próximo ano, apresenta um nível de utilização que ronda os 65%.
As organizações de produtores entenderam assim ser importante adoptar esta medida para assegurar condições para o exercício da actividade dirigida à pesca do biqueirão nos primeiros meses de 2021, no respeito pelas informações científicas anualmente produzidas sobre esta espécie.
O Ministério do Mar “saúda esta decisão das organizações de produtores que revela um elevado sentido de responsabilidade e mostra o empenho dos produtores em promover uma gestão partilhada dos recursos disponíveis, que tem como principais objectivos assegurar a sua sustentabilidade e promover o melhor rendimento possível da pescaria”.

Imagem: Porto de Pesca # autor: Celso Silva/Digitart

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL