«Singularidades de uma poetisa» de Isabel Tavares no Dia Mundial da Poesia

Isabel Tavares (à esquerda) numa sessão de autógrafos

Depois da última apresentação pública em «casa» - no Jumbo da Figueira da Foz, dia 3 de fevereiro – Isabel Tavares irá estar presente dia 21 de março (Dia Mundial da Poesia) na Bertrand do Alma Shopping, em Coimbra, para dar a conhecer o seu livro «Singularidades de uma poetisa».
A escritora regressa assim a Coimbra, onde já apresentou o livro na FNAC.

SINOPSE
A felicidade é feita de momentos que guardamos na alma como um tesouro. É como um cofre fechado com uma chave dourada onde, sempre que estamos mais tristes, recorremos abrindo as «memórias boas» que lá estão guardadas e assim vamos buscar o alento que precisamos para continuar a nossa caminhada!
Podia ter sido uma pessoa triste e complicada, amargurada e fria mercê de acontecimentos da vida… Mas eu escolhi, à minha maneira, ser feliz e espalhar felicidade…
Quando alguém vem junto de mim, arrasado por algum problema… sei que lhe enxugo as lágrimas e que a pessoa vai mais feliz para casa. É que eu olho para tudo com amor. Tudo me inspira, tudo me alimenta a alma…
O amor, a amizade, a natureza, os animais, as flores, as paisagens, o céu, a lua, as estrelas, as nuvens… e o meu mar!

O mar da minha infância onde os meus olhos se perdem em contemplação! Os meus poemas são a prova de que eu «dou sempre a volta por cima»…
Sei sorrir por entre as lágrimas… E serei sempre grata ao criador! Falar simples, deixar de lado o abstracto, as alegorias, metáforas… figuras de linguagem que pouco uso porque gosto de escrever como falo!...
Beleza na simplicidade das palavras e, sobretudo… amor, fé, esperança e alegria no que escrevo… É muito mais fácil ser positivo e feliz!

Perfil
Isabel Tavares nasceu na Figueira da Foz.
Agente de Navegação Marítima, trabalhou a maior parte da sua vida nesta área ligada aos transportes marítimos internacionais. Tem o Curso de Inglês da InternationalHouse e abandonou o curso de Psicologia, quase terminado e que pensa retomar logo que possível.
Foi presidente de assembleia geral de uma sociedade internacional de piscicultura, (portuguesa, sueca e norueguesa).
Fez serviço de voluntariado durante anos no serviço de Medicina do HDFF. Tem especial paixão por música, canto, tocar órgão e flauta de Bisel, tendo frequentado aulas com o consagrado professor de música e musicólogo José Traqueia Bracourt.
Mercê do timbre de voz chegou a actuar em saraus de cultura musical, acompanhada pelo professor, no Casino Figueira, colectividades da Figueira e mesmo nalgumas freguesias da sua cidade.
Ao longo da sua vida assumiu diversos cargos políticos, passando por secretariados, comissão política e tesoureira da Junta de Freguesia de São Julião no ano de 2011.
Presentemente é deputada municipal e membro da Comissão Restrita da CPCJ.
Ama o mar, a sua Figueira da Foz e, acima de tudo, ama as pessoas. Apesar de várias vicissitudes vê sempre a vida com cores sublimes, adora a natureza e é regida por uma fé inabalável. Uma palavra amiga, um conforto, uma ajuda, fazem parte da sua maneira de estar na vida. Acredita no amor universal e num mundo melhor.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

910 496 991 (comercial)

geral@figueiranahora.com

comercial@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL