Nacional: 5º Simpósio Internacional Fusões no Cinema

O 5º Simpósio Fusões no Cinema, integrado no programa do festival Caminhos do Cinema Português, irá ocorrer nos dias 23 e 24 de novembro no Museu da Chapelaria em São João da Madeira. Serão apresentadas e debatidas perspectivas sobre as Fusões das Artes no Cinema mediante o prisma dos estudos dos média, tecnologia e educação.
Esta 5.ª edição do Simpósio será co-organizada pelos Caminhos do Cinema Português, pela Unidade de Desenvolvimento dos Centros Locais de Aprendizagem (UMCLA) da Universidade Aberta e pelo Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta localizado em S. João da Madeira, com o apoio da Câmara Municipal de S. João da Madeira.
O Simpósio é dirigido ao público em geral, com particular interesse na temática do cinema, em particular, convidando-se todos os educadores e docentes dos ensinos básico e secundário a participar, permitindo o acesso à acreditação da Acção de Curta Duração Cinema e Educação: Abordagens Multidisciplinares. A participação do público é gratuita mas carece de inscrição obrigatória.
Dia 23, às 14h30 horas, será inaugurada a Exposição Comemorativa dos 30 anos da Universidade Aberta, seguindo-se a sessão de abertura às 15h00. O momento inaugural do festival contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de São João da Madeira, Jorge Sequeira, com Domingos Caeiro, vice-reitor da Universidade Aberta (UA), António Moreira, coordenador executivo UMCLA (UA) e do director do festival Caminhos do Cinema Português, Vítor Ferreira.
Durante o restante dia, será apresentado o livro “Fusões no Cinema: Educação, Didática e Tecnologia. Abordagens Teóricas e Metodológicas” que integra os melhores trabalhos da 4.ª edição do Simpósio, bem como serão exibidas em ante-estreia duas curtas-metragens produzidas no Curso de Cinema “do pensamento à acção” promovido pela Universidade Aberta, com o apoio do Instituto do Cinema e Audiovisual, da Câmara Municipal de São João da Madeira e dos Caminhos do Cinema Português.
A conferência inaugural será proferida por Cláudia Hardagh, Universidade Presbiteriana Mackenzie, Brasil, com o tema “Pedagogia Maker e o Processo Construtivo de Roteiro Audiovisual”. Seguir-se-á a mesa “História, Literatura e Cinema” onde se incluem três conferências; Transposição do mito inesiano: da literatura ao cinema, por Glória Ferreira co-argumentista de “Pedro e Inês”, de António Ferreira, “Capitão Falcão ou o “esvaziamento” da História?” por Paulo Cunha, da Universidade da Beira Interior, “Cinema e censura do Liberalismo ao Estado Novo. Uma improvável continuidade entre regimes opostos” por Jorge Seabra da Universidade de Coimbra, “The Grand Budapest Hotel: identidade, história e memória”, por Maria do Céu Marques da Universidade Aberta. Antes de se exibir um conjunto de curtas-metragens produzidas pelo Cineclube de Arouca há espaço para a comunicação “O Nascimento de uma Nação em Vídeo: O Arquivo do Centro Audiovisual Max Stahl de Timor-Leste”, proferida pelo Vice-Reitor da Universidade de Coimbra, Joaquim Ramos de Carvalho
No dia seguinte, irão ocorrer quatro sessões paralelas resultantes do processo de “call for papers”, bem como dois workshops; Workshop Narrativas visuais para o contexto educacional, leccionado por Marcelo Forte, CEIS20, e Aplicação de estratégias e metodologias pedagógicas a partir de "Deus não Quis", de António Ferreira, leccionado por Glória Ferreira.
Do restante programa constará conferências como: “O cinema como estratégia na educação para a saúde”, por Susana Henriques da Universidade Aberta, “Educar para a Cidadania com o Cinema em Contexto Prisional”, por Sara Trindade da Universidade de Coimbra. O evento cessará com a Sessão Plenária “La retórica clasica aplicada a la construcción de la imagen como recurso educativo”, conduzida por Francisco García García da Universidad Complutense de Madrid
A programação completa pode ser consultada aqui.

O Figueira Na Hora apoia esta iniciativa na qualidade de media partner.

COMENTÁRIOS

ou registe-se gratuitamente para comentar.
Critérios de publicação
Caracteres restantes: 500

mais

QUEM SOMOS

O «Figueira Na Hora» é um órgão de comunicação social devidamente registado na ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social). Encontra-se em pleno funcionamento desde abril de 2013, tendo como ponto fulcral da sua actividade as plataformas digitais e redes sociais na Internet.

CONTACTOS

967 249 166 (redacção)

geral@figueiranahora.com

design by ID PORTUGAL